Junkie Movies

-Who needs reasons when you’ve got heroin?

 

 

Antes de qualquer coisa, acho que devo desculpas pra vocês, né. Afinal, simplismente sumi daqui, mas ó, nem foi a toa, deixa eu explicar;

Além de problemas de saúde (nada sério, mas não tava conseguindo parar em frente ao pc), provas na escola, relatórios atrasados e tudo mais, tenho escrito uns textos pra outros sites também, e assim que eles forem publicados eu posto aqui 😉

Mas então, como nesse tempo sem postar, não vi nenhum filme novo, vou deixar aqui um postzinho rápido, antes de um texto novo de verdade, no estilo do último post do blog do Vinícius, okay?

Então, agora eu quero que vocês me digam a relação entre GG Allin, Sid Vicious, Darren Aronofsky e Danny Boyle tem em comum? Não sabe?
Amd, eu explico, os dois últimos nomes, são respectivamente os diretores de Requiem for a Dream e Trainspotting, os dois melhores Junkie Movies já feitos, ever. Entendeu agora Sid Vicious e GG Allin?

Seguinte, pra você que ainda tá perdido, Requiem for a Dream é um filme de 2000, que mostra diferentes formas de vício, indo desde os mais óbvios como a heroína, até outros que poderiam passar desapercebidos, como anfetaminas, comida, ou até mesmo televisão. O filme é protagonizado por Jared Leto (Senhor das Armas, e talvez Prince of Persia!) e Jennifer Connelly (Dark Water, Blood Diamond), que formam um casal de viciados, que acabam se isolando em um mundo utópico, tentando fugir da triste realidade que suas vidas se tornam após chegarem ao fundo do poço.

O filme é de um horror lindo, com cenas absurdamente fortes. Conta com uma direção de fotografia sensacional, e com uma trilha sonora igualmente boa. Ou seja, tá esperando o que pra ver (ou rever) o filme?

Outro filme no mesmo estilo, é Trainspotting, de 1996. O filme é uma adaptação de um românce de Irvine Welsh e conta a história de quatro jovens escoceses viciados em heroína (coincidência?). É mostrado no filme, como a amizade dos quatro caminha para um fim, enquanto eles fazem de tudo pra sustentar o vício. O modo em que a auto-destruição (causada pela heroína) é retratada, é linda, cenas inesquecíveis como Renton desintoxicando já valem o filme inteiro.

O mais legal disso tudo, é que já foi anunciada uma continuação para Trainspotting, a continuação se baseia no romance Porno, de Irvine Welsh, publicado em janeiro de 2006. O livro reúne todos os personagens do filme original, 10 anos depois do acontecido no primeiro filme.

A questão é, será que reviver um clássico desses, mesmo com uma idéia boa, como Porno, vai dar certo?

Anúncios

17 Responses to “Junkie Movies”


  1. 1 Uzuki abril 15, 2007 às 8:51 pm

    Cara, é o tipo de filme que eu tenho até medo de ver, eu tenho medo de filmes que podem, huh, me “quebrar” se é que tu me entende. Só de ler o texto eu já imagino as cenas e fico na merda. Esse tipo de filme é emocionante demais pra mim :bichona:

    De qualquer modo, um dia eu vejo…

  2. 2 PippinTook abril 15, 2007 às 9:04 pm

    Provavelmente verei (algum dia) o Requiem for a Dream algum dia, se eu arranjar paciência 😀
    Jennifer Connelly :wub:

  3. 3 Uzuki abril 15, 2007 às 9:39 pm

    Ah é, claro, esqueci.

    Jennifer Connelly :eita: :wub:

  4. 4 Xis abril 15, 2007 às 10:15 pm

    Po nem lí, sério mesmo. Amanhã leio.

  5. 5 Túlio Moreira abril 16, 2007 às 1:18 pm

    Quem me conhece ae já percebeu o quanto eu sou junkie! Requiem e Trainspotting, demais mesmo. David Cronenberg rola também, hiuahiuahiuahiuahiuahiuahiua

    abração, cara, e valeu pela visita lá no blog!
    até!

  6. 6 Anne abril 16, 2007 às 1:50 pm

    AMD, tenho os dois em DVD Collector’s Edition. :eita:

    Falta falar de American History X. :kinko:

  7. 7 Uzuki abril 16, 2007 às 11:12 pm

    Grande Anne, esse American History X é do caralho, filmaço.

  8. 8 Renato abril 17, 2007 às 11:42 am

    American History X é BEM foda também (thx Anne :wub:), mas já passa de junkie, indo pra quase ultraviolence.

    Se escrevesse sobre ele, teria que por Clockwork Orange, e outros filmes fodões também 😉

  9. 9 Luciano Lima abril 17, 2007 às 12:09 pm

    Cara! São dois ótimos filmes.
    Acho Réquiem muito bom não só pela história mas pela atuação da Ellen Burstyn *__*… como você disse: Um horror lindo. Um dos filmes mais fortes sobre o desequilíbrio entre sonho e realidade. Destruidor!
    o/

  10. 10 Inã abril 17, 2007 às 7:06 pm

    Bem vindo novamente Renato, o filme Réquiem parece ser bem interessante, como você mesmo disse um horror lindo…

    FLW!!!!!

  11. 11 Vinícius P. abril 17, 2007 às 7:18 pm

    Oi. Desculpa mais uma vez por não comentar antes, mas li esse post ontem. Não tem problema quanto à demora, pois eu também passo um bom tempo sem postar nada de vez em quando (especialmente essa última semana, que foi de provas na facul). “Réquiem” é um ótimo filme, sem dúvida o melhor do Aronofsky (ao lado de “Pi”), um diretor pra lá de “louco” – e só podia ser mesmo pra comandar uma história difícil como a mostrada no filme. Revi a pouco tempo e gostei muito – as performances da Connelly e do Leto são intensas. Já “Trainspotting” eu não vi ainda (sei, tô em falta com o Danny Boyle…). Acho que a continuação pode dar certo, mas será que a história é tão interessante assim? Duvido, até porque o filme original conquistou uma legião de fãs…

    Abraço!

  12. 12 Wiliam abril 17, 2007 às 11:29 pm

    Olá tudo joia?
    Achei o teu link em um blog de um amigo, e gostei muito!!!!
    Conteúdo muito bem exposto e interessante…
    Eu adoro o Danny Boyle, e Trainspotting é um dos melhores filmes dirigidos por ele, na minha opinão! O filme é pesado e de certa forma, cômico. Narrativa é fodastica!!!
    Requiem para um sonho há um bom tempo penso em vê-lo, valeu novamente pela dica!
    Bom, eu também tenho um blog de cinema…
    depois visita lá! Vou esta sempre por aqui agora ok!?

    Abraço

    Meu blog:
    http://eco-social.blogspot.com/

  13. 13 Renato abril 18, 2007 às 11:07 pm

    Vou passar lá no seu blog já, e valeu pelos elogios 😉

    E olha, NÃO DEIXE DE VER REQUIEM! Sério, se gostou de Trainspotting, vai gostar MUITO de Requiem. O filme é de um horror lindo, tão bom quanto Trainspotting.

    Leto e Connelly mandaram bem pra caramba!

  14. 14 Drigo Cardoso abril 19, 2007 às 3:17 pm

    segundo fiquei sabendo os atores para Pornô não serão os mesmo, e mesmo que fosse acho que o filme só vai ter público por que quem viu Trainspotting em pelicula não conseguirá deixar de ver, mas pessoalmente acho que o filme vai ser uma bosta a menos que seja por cabeças muito brilhantes e consigam pegar o Q mágico do livro.

    Quanto a Requiem for a Dream, acho mó furada, se estivermos balizando por Trainspotting.
    Filmesm muito melhores como Acid House ou o documentário “RAVE” são muito mais Junkies! Acho muito melodramatico.. pra dizer “Junkie Film”

  15. 15 gustavo abril 22, 2007 às 2:52 pm

    Dois filmes espetaculares…. sem dúvida.
    a cena final de Requiem Para um Sonho é inesquecível…

  16. 16 abril 24, 2007 às 6:49 pm

    eu nunca assisti trainspotting, já te disse! sempre procurei nas locadoras, mas nunca achei. :/
    e requiem para um sonho é bastante legal mesmo, mas tem horas que dá calafrios.
    sabe aquela hora em que o jared leto (não me recordo o nome da personagem agora) vai para o hospital e o braço dele tá quase caindo de tão fodido? pois é, essa parte aí que eu estou falando.

    e no final quando a jennifer connelly tem que dar pros caras lá, nojento! mas muito bem feito, realmente.

    e eu odeio continuações de filmes, mas veremos, veremos.

    beijos, xeris :*

  17. 17 lu.moraes janeiro 4, 2008 às 10:48 pm

    voltando a Tim e Johnny ,sâo um espetaculo,talento e carisma nâo falta aos dois.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s





%d blogueiros gostam disto: